Comandos úteis SSH

Lista com comandos úteis SSH

df <atributos>

Descrição: Exibe as informações relacionadas ao disco do servidor.

Atributos mais usados: (-h) exibe os dados para leitura humana, ou seja, utilizando KB, MB, GB.

du <atributos> <arquivo>

Descrição: Exibe as informações relacionadas ao tamanho de um arquivo/diretório.

Atributos mais usados: (-h) exibe os dados para leitura humana, ou seja, utilizando KB, MB, GB.

(-s) exibe apenas o total de cada argumento, ou seja, caso utilizado em uma pasta, exibe o somatório de todos os arquivos presentes.

ls <atributos> <diretório>

Descrição: Exibe os arquivos presentes no diretório desejado, caso não seja informado um, será relativo ao diretório atual.

Atributos mais usados: (-h) exibe os dados para leitura humana, ou seja, utilizando KB, MB, GB.

(-l) exibe os arquivos em forma de lista, ou seja, verticalmente.

(-a) exibe os arquivos ocultos.

rm <atributos> <arquivo>

Descrição: Remove o arquivo desejado.

Atributos mais usados: (-r) remove em recursividade, ou seja, utilizado para remover diretórios, pois possuem arquivos-filhos.

(-f) força a remoção.

cp <atributos> <origem> <destino>

Descrição: Cria um cópia do arquivo desejado.

Atributos mais usados: -a mantém as propriedades – permissão e usuário – do arquivo original.

mkdir <atributos> <nome>

Descrição: Cria um único novo diretório.

Atributos mais usados: (-p) cria toda uma hierarquia de novos diretórios, se necessário.

grep <arquivo/trecho>

Descrição: Realiza uma busca e exibe em destaque as partes desejadas.

Atributos mais usados: (-i) insensível a capitalização, ou seja, procura tanto por maiúsculas ou minúsculas.

(-r) procura recursivamente, ou seja, procura em trechos de arquivos.

(-e) ativa a procura utilizando expressão regular.

tar <arquivo compactado> <diretório/arquivos para compactar>

Descrição: Compactação e Descompactação de arquivos.

Atributos mais usados: (-z) zip.

(-x) extrair.

(-v) visualizar execução, ou seja, serão exibidos na tela todos os arquivos que estiverem sendo compactados/descompactados.

(-c) comprimir.

(-f) força a execução da compactação/descompactação.

wget <atributos> <endereço>

Descrição: Utilizado para realizar o download com uma URL.

Atributos mais usados: (-4) utilização do ipv4 para realizar a conexão.

zip <arquivo compactado> <diretório/arquivos para compactar>

Descrição: Compacta arquivos.

unzip <arquivo para descompactar>

Descrição: Extrai arquivos compactados.

ps auxf

Descrição: Lista processos.

htop

Outros comandos

Descrição: Verificar processos rodando.

history

Descrição: Exibe a história de comandos executados pelo usuário em questão.

vi <arquivo>

Descrição: Abre um arquivo em modo de edição de texto.

cat <arquivo>

Descrição: Exibe o arquivo na tela.

touch <arquivo>

Descrição: Cria um novo arquivo, caso o mesmo não exista.

cd <destino>

Descrição: Comando utilizado para alterar o diretório ao qual encontra-se.

clear

Descrição: Limpa a tela de comandos.

find

Descrição: Utilizado para localizar arquivos ou trechos de arquivos.

mv <origem> <destino>

Descrição: Move o arquivo desejado da origem para o destino.

Exemplos para esclarecer melhor a utilização dos comandos

Estou em um diretório e desejo saber como posso fazer para listar todos os arquivos e pastas existentes, para isso posso utilizar simplesmente o comando “ls”, porém, ao realizar o comando notei que meu arquivo “.htaccess” não estava lá, mas por quê?

Pelo fato do arquivo iniciar seu nome com um ponto(.) ele é considerado um arquivo oculto, ou seja, para visualizá-lo devo utilizar o comando “ls -a”.

Utilizei o comando “df” e notei que o meu disco está quase cheio, preciso liberar espaço urgentemente para que não ocorram falhas em meu servidor, mas como saber qual arquivo está consumindo mais espaço em disco, tentei utilizar o comando “ls -lha” porém ele não me informou a quantidade total das pastas, apenas o tamanho da pasta em si.

A melhor forma de encontrar qual arquivo/pasta está utilizando mais espaço em meu servidor é utilizar o comando “du -hs *”, assim dentre todos os arquivos e pastas presentes terei um total de uso de disco utilizado pelos mesmos.

Precisa alterar algumas configurações em um arquivo de código, mas caso dê errado precisará retornar ao arquivo anterior e não sabe como?

Em casos assim o recomendado é que você esteja clonando o arquivo que está operando, pode usar o seguinte comando “cp -a arquivoatual arquivoclone”, ai caso ocorra qualquer problema e seja necessário voltar a versão anterior basta inverter o comando “cp -a arquivoclone arquivoatual”.

Cada situação é única e necessitará de uma ordenação e comandos específicos. Se você dominar esses comandos básicos você poderá ir muito mais além, cada vez entendendo-os melhor e dominando ainda mais seu ambiente.

Dicas

A dica de ouro vai para utilização do comando “help”, tanto como atributo de um comando, por exemplo “ls –help”, onde serão exibidas as dicas sobre o comando “ls”, quanto utilizá-lo puramente, ou seja, “help”, o qual exibirá uma listagem de todos os comandos disponíveis para utilização.

Existe apenas uma maneira de realmente aprender os comandos, e explorá-los ao máximo, e é tentando e testando.

Por mais que um comando tenha dado errado, ou não tenha ocorrido exatamente como você esperava, você não deve desistir de tentar.

Testar coisas novas pode ser difícil, e talvez arriscado dependendo do ambiente que você está realizando os testes, por isso recomendo que tenha cautela, realize pesquisas antes de executar o comando, e acredito que as seções abaixo possam lhe dar mais segurança.

Ferramentas para entender comandos

ExplainShell

Comandos úteis SSH - passo 1

Uma boa dica pra quem quer entender e aprender mais sobre comandos shell é estar utilizando a ferramenta online explainshell.com, que demonstra uma explicação completa do comando informado.

Para exemplificar como a ferramenta funciona, informei o comando “ls -lha”, e a ferramenta me descreveu cada parte, do comando à todos os atributos informados.

Uma questão é que essa ferramenta opera apenas em Inglês, então caso você não domine o idioma pode acabar por se confundir ainda mais.

Cygwin

Comandos úteis SSH - passo 2

Para você que utiliza Windows e deseja aprender mais sobre comandos Linux, uma boa dica é estar utilizando o Cygwin, este programa permite que você possua um terminal Linux em uma máquina que opera com o Sistema Operacional Windows, possibilitando que você execute testes e aprenda sem se preocupar em alterar algo do seu ambiente de produção.

Este artigo lhe foi útil?

Clique em uma estrela para classificar!

Diga-nos como podemos melhorar este post?